O E-commerce de alimento está crescendo: Veja essas dicas para ter um!

O E-commerce está se tornando a alternativa de modelo de negócios de todos os segmentos e portes de empresas.

As novas tecnologias – dos sites para os aplicativos é uma das mais marcantes – e a forma como as empresas têm buscado novas formas de executar seus processos e com isso a forma de vender online vai se tornando possível.

Até mesmo em setores onde a venda física ainda é tradicional e o modelo online pode levantar muita desconfiança nos consumidores.

É o caso do setor de alimentos.

Mas aos poucos as pessoas estão apostando na comodidade e em toda a segurança que grandes empresas estão investindo para que uma compra de produtos, duráveis ou perecíveis, aconteça como se fosse feita por nós nos corredores de um mercado.

Se bem administrado, o negócio online de Alimentos pode ser extremamente rentável, mesmo que ele seja nasça digital, sem uma estrutura física existente, como a maioria das redes se supermercados e grandes lojas de alimentos.

 

Pode ser a hora de investir em um setor que todas as pessoas precisam. O E-commerce de Alimentos está crescendo. Veja essas dicas para ter um!

1 – Invista na excelência da entrega

A qualidade da entrega ao cliente é primordial para diferenciar o seu negócio.

Afinal, são itens perecíveis, dias quentes e frios, trânsito quase sempre pesado, uma quantidade de variáveis que vão exigir muito da criatividade nas soluções.

Pode ser um pequeno utilitário ou as famosas bicicletas que passam por nós nas ruas. O importante é que a entrega seja adequada ao nível do produto – jovens de bicicleta entregando queijos e frios importados pode não ser a melhor abordagem, exceto se houver um investimento pesado no visual e na postura dos profissionais.

E acima de tudo, a rapidez para evitar problemas com os alimentos e ganhar a satisfação dos clientes, que sempre esperam entregas rápidas nestes itens.

2 – Uma plataforma de vendas precisa ser ágil e simples de usar

Uma plataforma de vendas de qualidade é um item essencial – é o grande veículo para o contato com os clientes e onde eles farão as suas compras.

Por este motivo, e pela velocidade com que estamos decidindo as compras, é preciso investir em uma plataforma de vendas que seja simples de usar, ágil e com informações completas sobre os produtos – detalhes, validade, procedência, prazo de entrega e outras informações.

Importante: o frete deve estar no momento de fechar a compra, considerando o volume total da compra. E não esqueça da comunicação visual do seu site, ele precisa refletir o seu público-alvo.

3 – Um aplicativo deixou de ser diferencial, é básico

Ter um site eficiente é a base, porém criar um aplicativo no ramo de Alimentos tornou-se um item quase obrigatório.

As pessoas estão usando cada vez mais os smartphones para comprar e um aplicativo tem uma interface superior e mais atraente que o acesso web ao site do seu negócio – que ainda pode ter problemas com a responsividade.

Um app visualmente bonito e com todas – ou quase todas – as funcionalidades da versão web pode alavancar bastante as vendas, explorando o efeito momento do cliente na decisão de compra.

4 – Um Gerador de Energia pode salvar o seu dia

Você trabalha com itens de curta e curtíssima validade – muitos deles, de apenas um dia.

À parte todo o desafio de criar estoque sem (grandes) perdas diárias, ainda existe um risco que infelizmente ainda é comum nos dias de hoje: as quedas de energia. Imaginar seu estoque sem refrigeração durante uma noite é impensável, e o prejuízo é imediato – perde vendas e até clientes.

Um Gerador de Energia é um item importante para assegurar que o estoque continuará bem condicionado nos momentos de apagão. Veja aqui às melhores condições para ter um Gerador de Energia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *